Artigos

Websummit 2021 começa com novidades e polêmicas

Do alto das Amoreiras, com vista para a praça e estátua do Marquês de Pombal – um dos pioneiros do branding ao criar a primeira região vinícola demarcada do mundo – reúno os principais pensamentos compartilhados na noite de abertura do Websummit 2021.

Antes, porém, é importante observar que um dos principais eventos de tecnologia e inovação do mundo voltou com tudo depois da edição virtual de 2020. Com lotação ainda reduzida para garantir o recomendável distanciamento, já no dia de ontem havia vendido os 40 mil ingressos. Sold out, anunciou a organização do evento. Pelas ruas, lojas e restaurantes da cidade, gentes de todos os idiomas aguardavam ansiosas para conhecer os primeiros conteúdos do mega evento, no Altice Arena.

 E já começou quente com a apresentação de Frances Haugen, a ex-funcionária do Facebook que revelou segredos da empresa. Haugen sugeriu que a rede social sabe dos malefícios causados por sua política de engajamento que estimula temas polêmicos, verdadeiros ou não e o ódio polarizador. A ex-funcionária, que já havia trabalhado em outras redes sociais, recomenda alterações em legislação e nas práticas da empresa, como mais transparência, para amenizar seus danos à sociedade.

Ainda sob a perspectiva do marketing e da comunicação, destaco a palestra de Nicolas Julia, Ceo e CoFounder da startup francesa Sorare. A empresa, avaliada em mais de U$4 bilhões, cresceu comercializando tokens não-fungíveis de jogadores de futebol. Os NFTs (expressão inglesa) são documentos digitais com garantia de procedência, o que permite que sejam comprados garantindo sua propriedade e poder de revenda.

No jogo criado pela Sorare, pessoas compram jogadores e montam seus times no mudo virtual. Todavia, seu sucesso depende de como os jogadores da vida real se comportam. Se, porventura, alguém comprou o Cristiano Ronaldo e ele vai bem no campeonato, seu passe no fantasy game se valoriza. Um negócio milionário. Segundo Julia, “NFT será a tecnologia líder em tudo o que tem valor na internet, seja valor financeiro, seja valor pessoal”. As possibilidades de negócios a partir das NFTs parecem ser realmente infinitas.

Primeira loja autônoma da Europa recebe visita da Missão Técnica Oasislab

A missão técnica brasileira, organizada pelo Oasislab, realizou exclusiva visita à primeira loja 100% autônoma da Europa. A unidade do supermercado Continente, batizada de Continente Labs, em Lisboa, recebeu tecnologia da start up portuguesa Sensei. Apenas um funcionário é necessário para repor as gôndolas. A loja tem centenas de sensores capazes de detectar a retirada de qualquer produto, sua devolução, ou mesmo descarte em outro local do estabelecimento.

Só se entra no Continente Labs passando o QR Code do aplicativo Continente no leitor que libera uma catraca como aquelas dos novos aeroportos. O pagamento é digital, pois para habilitar o app, o usuário precisa inserir um cartão de crédito válido. O Grupo Oasislab recebeu o founder e CEO da Sensei, Vasco Portugal, num evento exclusivo antes da visita e pôde conhecer de perto a tecnologia que pode ser adaptada a lojas já existentes e prepara seu desembarque no Brasil, muito em breve.

Escrito por Rodrigo Rodrigues: Presidente da OpusMúltipla e vice-presidente executivo do Grupo OM.